Concurso Prefeitura de Mari – PB: inscrições prorrogadas

A Prefeitura de Mari, no estado da Paraíba, anunciou a prorrogação das inscrições de seu concurso público, regido pelo edital n° 001/2020 e que preencherá 143 vagas imediatas, além do cadastro reserva, para profissionais de vários níveis de escolaridade. O concurso Prefeitura de Mari está sendo executado sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro – IDIB.De acordo com o documento publicado pelo site da banca organizadora, as inscrições poderão ser realizadas até o dia 21 de dezembro de 2020.O prazo de validade do concurso público é de dois anos, podendo haver prorrogação por igual período, apenas uma vez. Apostilas para os cargos da Prefeitura de MariPrepare-se: Questões de ConcursosAdquira: Material Preparatório para Concursos

Concurso Prefeitura de Mari: cargos e vagasAs 143 vagas informadas no início da matéria são para provimento imediato, sendo que duas delas são para candidatos portadores de necessidades especiais. Além dessas vagas, há outras 715 destinadas à formação de cadastro reserva.No quadro abaixo você confere todas as oportunidades imediatas em disputa, conforme o nível de escolaridade do cargo:Cargos de nível fundamentalCargoNº de vagasSalário*Agente de Limpeza Urbana6R$ 1.045,00Auxiliar de Serviços Gerais25R$ 1.045,00Coveiro1R$ 1.045,00Cozinheiro5R$ 1.045,00Eletricista2R$ 1.045,00Motorista CNH B4R$ 1.045,00Motorista CNH D4R$ 1.045,00Operador de Máquinas Pesadas2R$ 1.045,00Pedreiro2R$ 1.045,00Servente de Pedreiro2R$ 1.045,00Vigia15R$ 1.045,00Cargos de níveis médio e técnicoCargoNº de vagasSalário*Agente Administrativo 8R$ 1.045,00Agente Comunitário de Saúde6R$ 1.400,00Agente de Arrecadação e Tributos1R$ 1.045,00Agente de Endemias1R$ 1400,00Auxiliar de Consultório Dentário1R$ 1.317,00Digitador2R$ 1.045,00Fiscal de Tributos1R$ 1.045,00Monitor de Creche1R$ 1.045,00Técnico em Enfermagem 6R$ 1.245,00Técnico em Agropecuária1R$ 1.045,00

Cargos de nível superiorCargoNº de vagasSalário*Advogado1R$ 1.800,00Assistente Social2R$ 1.445,00Assistente Social – CAPS1R$ 1.445,00Enfermeiro3R$ 1.445,00Enfermeiro – CAPS1R$ 1.445,00Farmacêutico2R$ 3.045,00Fisioterapeuta1R$ 1.495,00Fonoaudiólogo1R$ 1.495,00Médico Psiquiatra – CAPS1R$ 5.045,00Médico Plantonista7R$ 1.800,00 por plantãoMédico PSF8R$ 8.591,00Médico Veterinário 1R$ 1.445,00Odontólogo4R$ 3.012,00Pedagogo1R$ 2.492,82Professor (magistério)4R$ 2.167,68Professor de Educação Física NASF1R$ 1.215,00Professor de Ciências – Zona Rural1R$ 2.492,82Professor de Educação Física – Zona Rural1R$ 2.492,82Professor de Geografia – Zona Rural1R$ 2.492,82Professor de História – Zona Rural1R$ 2.492,82Professor de Língua Portuguesa – Zona Rural1R$ 2.492,82Professor de Inglês – Zona Rural1R$ 2.492,82Professor de Matemática – Zona Rural1R$ 2.492,82Psicopedagogo1R$ 1.443,12* No salário já está inclusa a gratificação que alguns cargos possuem.Concurso Prefeitura de Mari: inscrições prorrogadasAs inscrições para o concurso Prefeitura de Mari foram prorrogadas até o dia 21 de dezembro de 2020 e os interessados poderão efetuá-las via internet, por meio do site do IDIB.Os valores cobrados como taxa de inscrição são os descritos abaixo:Nível de ensinoValor da taxa de inscriçãoEnsino fundamentalR$ 70,00Ensino médio e técnicoR$ 100,00Ensino superiorR$ 130,00

Critérios de isenção da taxaApenas será concedida a isenção do pagamento da taxa de inscrição aos candidatos que estiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), desde que comprovem serem membros de família de baixa renda nos termos da legislação vigente.Etapas do Concurso Prefeitura de MariO concurso Prefeitura de Mari consistirá em prova objetiva, prova de títulos, curso de formação e prova prática, conforme o cargo em disputa. Nos próximos tópicos você vai saber os detalhes sobre cada uma dessas etapas.Prova objetivaEtapa de caráter eliminatório e classificatório, composta por 40 questões, sendo 16 questões de Língua Portuguesa, 4 questões com Conhecimentos sobre o município de Mari e 20 questões de Conhecimentos Gerais (apenas para cargos de nível fundamental) ou Conhecimentos Específicos.

Os candidatos que não obtiverem um aproveitamento mínimo de 50% da pontuação da prova ou que zerarem qualquer conteúdo da prova estarão eliminados do concurso público.Prova discursivaEtapa exclusiva para o cargo de Advogado, essa prova será composta por uma peça jurídica e também possui caráter eliminatório e classificatório, devendo o candidato obter a nota mínima de 10 pontos para não ser eliminado.A prova discursiva valerá 20 pontos, sendo 5 pontos para os aspectos formais e textuais (ortografia, pontuação, concordância, coerência, entre outros) e 15 pontos para os aspectos técnicos.Os candidatos terão até 150 linhas para responderem essa prova.Quando serão realizadas as provas escritas?As provas serão realizadas na data provável de 10 de janeiro de 2021. Será possível escolher entre as cidades de Mari ou João Pessoa para fazer as provas. Para o cargo de Advogado, as duas provas serão simultâneas.O tempo de duração das provas será de três horas, exceto para Advogado, que terá quatro horas para realizar ambas as provas. Para os cargos de níveis médio e técnico, a prova será realizada no turno da manhã, a partir das 09h. Os candidatos aos cargos de níveis fundamental e superior vão realizar a prova no turno da tarde, às 15h.No dia da prova, o candidato deverá comparecer com antecedência mínima de uma hora, portando:Comprovante de confirmação de inscrição; Original de documento de identidade pessoal com foto;Caneta esferográfica de tinta azul ou preta fabricada em material transparente;Máscara de proteção facial sobre o nariz e boca.Prova de títulosA prova de títulos será aplicada apenas aos cargos de Professor, desde que os candidatos tenham sido aprovados na prova objetiva e classificados dentro do número de vaga (incluindo o cadastro reserva). Os critérios de pontuação dessa etapa estão descritos abaixo:TítuloPontuação por títuloPontuação máximaEspecialização0,25 ponto1 pontoMestrado1 ponto2 pontosDoutorado3 pontos3 pontosA pontuação máxima da prova será de 5 pontos, sendo desprezada a pontuação dos títulos que ultrapassarem esse limite.Curso de formaçãoO Curso Introdutório de Formação Inicial e Continuada será realizado pelos candidatos ao cargo de Agente Comunitário de Saúde (desde que aprovados na prova objetiva e classificados dentro do número de vagas, considerando o cadastro reserva).É necessário obter frequência mínima de 75% de presença.Prova práticaSerá realizada pelos candidatos ao cargo de Operador de Máquinas e terá duração de 40 minutos. Essa prova será realizada em duas máquinas: retroescavadeira e motoniveladora-patrola.Assim como as outras etapas, somente vão realizar a prova prática os candidatos aprovados na prova objetiva e classificados dentro do número de vagas, considerando o cadastro reserva.Critérios de desempateCaso ocorra empate na pontuação das notas obtidas por candidatos, os seguintes critérios de desempate serão adotados:Candidato com idade igual ou superior a 60 anos, com preferência ao mais velho;Candidato com a maior nota em Conhecimentos Específicos; Candidato com a maior nota em Língua Portuguesa; Candidato de maior idade; Candidato que tiver exercido a função de jurado.EditalOutras informações sobre o concurso Prefeitura de Mari podem ser conferidas em seu edital, publicado no site da banca organizadora.Dicas para as provas de Mari – PB: história, região, costumes e características do municípioMari é um município situado na Região Nordeste, localizado no estado da Paraíba. Localizado entre a mesorregião conhecida como “Mata paraibana” e a microrregião Sapé, pode-se dizer que Mari é um município relativamente novo, com uma média atual de quase 22 mil habitantes.Origem do nomeO nome Mari possui origem indígena, provavelmente oriunda do termo umari, que significa “água do marizeiro”.Uma referência a certa espécie de árvore espinhosa, própria de lugares alagados, cujos frutos (amêndoas) são comidos de forma cozida.Aspectos GeográficosO município possui uma extensão de 154,8 km2, com uma densidade demográfica de 141 habitantes por km².Faz divisa com os municípios de Cuité de Mamanguape, Gurinhém e, logicamente, Sapé, a maior cidade nos arredores.Mari está a 144 metros de altitude, cujas coordenadas geográficas são: Latitude: 7° 2′ 60” Sul, Longitude: 35° 18′ 40” Oeste.Seu clima é tropical chuvoso, com verão seco. Normalmente o período de chuvas se inicia em fevereiro e encerra em outubro.Estima-se que a média anual de precipitação seja de 1.634,2 mm2.Não se pode negar que o município possui índices baixos de desenvolvimento. Mari respira um percentual de 0,56 no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), índice considerado aquém, se comparado a regiões próximas, de aspectos históricos e geográficos parecidos.Desde 2008, o IBGE registra um valor médio de PIB per capita de R$ 3.714,22 e geral R$ 78.422,112 mil.História do municípioTudo tem início no século XIX, mais precisamente em 1873, com a passagem da Estrada de Ferro antigamente denominada CWRB.A construção da rede ferroviária teria sido ordenada por Dom Pedro II, e inaugurada no ano de 1883. A estrada de ferro vinha desde o estado do Rio de Janeiro até Natal, No Rio Grande do Norte, usada principalmente para o transporte de matéria-prima, como cana-de-açúcar.O lugar hoje conhecido como Rede Ferroviária do Nordeste seria o responsável pelo início do povoamento do lugar, que inicialmente recebera o nome de Araçá, em homenagem a um fruto abundante na região.Já na virada do século, em 1900, tem início a construção da Capela, o que atrairia mais novos moradores.A expansão demográfica permitiu que fosse aberta a primeira rua, chamada Rua do Comércio, e com isso o povoado foi progredindo ainda mais, alcançando então o status de vila, em 1938, porém, ainda atrelada ao município de Sapé.Apenas em 1953, a singela capela seria elevada ao patamar de Paróquia, sendo regida pelo Padre João de Noronha, o primeiro vigário mariense.Alguns poucos anos mais tarde, em setembro de 1958, a pequena vila seria elevada a categoria de cidade, pelo decreto de Lei número 1862/1958, expedido pelo então governador, Pedro Moreno Gondim.A emancipação política tornou-se o fator crucial para o desenvolvimento econômico da região mariense.Após esse período, a economia da cidade girava em torno principalmente das agriculturas de abacaxi, inhame e grãos. Vale salientar que até hoje a cidade é líder paraibana na produção de mandioca, com boa parte das terras destinadas ao cultivo dessa raiz.Porém, além desses itens agricultáveis, a economia mariense também possui uma grande tradição no cultivo de fumo.Estima-se que em 1946 (antes mesmo da emancipação) duas famílias procedentes de Alagoas, Manoel de Paula Magalhães e José Leão de Oliveira, começavam a desenvolver a cultura desta planta, sendo até hoje uma das maiores riquezas da cidade.Não há como negar que apesar da cidade possuir pouco mais de 60 anos, seu desenvolvimento se deu de forma relativamente rápida e, mesmo ainda longe do ideal, torna-se gradativamente referência para o turismo.Essa veia turística é reforçada por meio das festas comemorativas em janeiro (São Sebastião) e setembro (aniversário do município) ou até mesmo seus balneários à entrada da cidade, oferecendo ainda considerável gastronomia em seus restaurantes, bares e pizzarias.Saiba mais nas Apostilas para os cargos da Prefeitura de Mari.

Fonte: Concursos no Brasil